Carcaças de nós mesmos - Papai Educa

compartilhando a

paternidade ativa

Leandro Nigre

LEANDRO NIGRE

Pai do Joões, em seu plural consagrado, João Guilherme e João Rafael, esposo da Dayane, jornalista, palestrante, articulista sobre paternidade, especialista em Mídias Digitais, editor-chefe de jornal impresso, em Presidente Prudente.

saiba mais »

Carcaças de nós mesmos

Enquanto buscamos respostas nas respostas, talvez elas estejam nas perguntas; questionar requer coragem e o questionamento favorece o amadurecimento

19 de Abril de 2019
0 comentários

Ninguém vê ou se faz enxergar aquilo que não quer ou não tem vontade. E isso não está longe da falta de empatia e sensibilidade da condição alheia. Na posição de observado, basta entender que é a forma do outro dizer “vai em frente, é assim mesmo, levanta a cabeça, não se deixe abater, vai ficar tudo bem”.

Foto: Arquivo Pessoal

E, realmente fica. Uma hora tem de ficar. Onde há amor, qualquer sofrimento é passageiro, seja ele pelo motivo que for, do grito ao silêncio. Na passagem da vida nos fragilizamos, tantas vezes, por tão pouco. A ordem se refaz e ainda estamos lá lamentando o estardalhaço. Outras, na qual a entrega física e mental seria altamente justificada, permanecemos fortes, inabaláveis. Precisamos! Vai entender!

No guarda-roupa da vida, inúmeras carcaças de nós mesmos. Ao acordar, tratamos de vestir aquela que podemos ou queremos àquele dia. Em alguns, podemos até escolher entre os cabides. Em outros, a cegueira dos olhos da alma só tateiam. Foi o que deu. E isso está longe de ser meros personagens em um corpo, mas só pele de sentimentos e vivências, aquilo que está do lado de dentro querendo ser visto por fora.

Couro este que nos protegemos em viagens a lugares diferentes onde tudo é exatamente igual. Cartilagem que carece de bons tons de voz ao redor, de abraços que a aconcheguem ao amanhecer, de olhares de sinceridade, de verdades verbalizadas que a retirem da clausura da incompreensão, tão comum a todos nós.

Nenhum dia precisa ser igual, atender todo seu planejamento, seguir à regra a rotina previamente estruturada! Às vezes, basta deixar fluir aquilo que quer seguir a ordem natural e, ao incontrolável, a entrega à soberania divina!

Entre o hoje e o amanhã, escolha viver o agora! Enquanto buscamos respostas nas respostas, talvez elas estejam nas perguntas. Questionar requer coragem e o questionamento favorece o amadurecimento equilibrado, pois nem sempre há respostas. Não naquele instante. Basta compreender que entre o grito e o silêncio, todo caos está na mais divina ordem. Tenha, planeje e crie bons motivos para desenvolver comportamentos e ações que tornem o mundo cada dia melhor! Não é pelo futuro! É por hoje!

* Os textos só podem ser reproduzidos mediante autorização do autor e desde que citada a fonte.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O comentário é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não representa a opinião deste site. Após avaliação, ele será publicado. Seu email será preservado.

MAIS 0 COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para este artigo.

© 2016 Papai Educa. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido Prudente Empresas

Assine o blog

Inscreva-se e receba atualizações
do nosso conteudo no seu email.