É, o amor se multiplica - Papai Educa

compartilhando a

paternidade ativa

Leandro Nigre

LEANDRO NIGRE

Pai do Joões, em seu plural consagrado, João Guilherme e João Rafael, esposo da Dayane, jornalista, palestrante, articulista sobre paternidade, especialista em Mídias Digitais, editor-chefe de jornal impresso, em Presidente Prudente.

saiba mais »

É, o amor se multiplica

Poderíamos estar presos ao que “não temos”, mas seguimos compreendendo toda a transformação do amor que multiplicamos

19 de Abril de 2021
0 comentários

Há pessoas que sonham a vida inteira com um amor. Outras, vivem com um e nem se dão conta disso, pois não compreendem a transformação desse sentimento a partir da multiplicação.

Foto: Divulgação

É, o amor se multiplica, é mutante, viral e de, tempos em tempos, se apresenta em número, forma e tamanho diferentes. Não reconhecer estas variantes é o princípio do fim.

Quando olho para a minha esposa, eu tenho vontade de voltar lá no dia em que a conheci ou, quem sabe, há exatos 13 anos, quando nos casamos. Tínhamos um ao outro, em entrega plena, em conexão profunda de cuidado, atenção, afeto, carinho...

Me transportar mentalmente até lá me inebria de bem-estar, assim como naquelas incontáveis horas que vivemos em viagens na estrada, na beira da praia, no sofá da sala ou na mesa do bar. Afinal, a gente só sente saudade daquilo que é bom.

Hoje, quando sigo com o olhar voltado para ela, eu vejo que tudo que aquele casal sonhador quis em seus dias de cumplicidade se tornou real. A casa já não está tão vazia, o sonho da maternidade não ficou para trás e o medo de ser pai foi vencido por um mergulho nada superficial.

Aquilo que eram só planos trouxeram vida e ainda mais amor aos nossos dias. Talvez a gente não tenha o mesmo tempo um para o outro, o cansaço seja predominante ao fim do dia e o pouco tempo livre é usado para recuperar as forças e novamente recomeçar.

Poderíamos estar presos ao que “não temos”, mas seguimos compreendendo toda a transformação do amor que multiplicamos, vivendo a intensidade de cada um desses, pois seguimos na certeza de que o que não temos e desejamos ainda teremos.

* Os textos só podem ser reproduzidos mediante autorização do autor e desde que citada a fonte.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O comentário é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não representa a opinião deste site. Após avaliação, ele será publicado. Seu email será preservado.

MAIS 0 COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para este artigo.

© 2016 Papai Educa. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido Prudente Empresas

Assine o blog

Inscreva-se e receba atualizações
do nosso conteudo no seu email.