O homem e a autoimagem - Papai Educa

compartilhando a

paternidade ativa

Leandro Nigre

LEANDRO NIGRE

Pai do Joões, em seu plural consagrado, João Guilherme e João Rafael, esposo da Dayane, jornalista, palestrante, articulista sobre paternidade, especialista em Mídias Digitais, editor-chefe de jornal impresso, em Presidente Prudente.

saiba mais »

O homem e a autoimagem

Liberte-se! Cuide-se! Esse pedido está longe de transformá-lo em alguém egoísta e cheio de si, como tantos outros que existem por aí

10 de Junho de 2020
0 comentários

Não é só uma selfie! É um pedido para que se trate com compaixão, gentileza e empatia... Pode soar repetitivo, mas a gente se esquece, sobretudo, quando não há folga no turbilhão da vida e o ontem, hoje e amanhã estão amarrados sem qualquer chance de desatar os nós.

Foto: Divulgação

Para! Respira! Cuide de todo mundo, se quiser, mas tenha alguém que cuide de você. Colocar a dor no bolso e ir curar a alheia o tempo todo só te faz esconder as suas e, quando estamos atados à teia da rotina, daqueles que nos responsabilizamos, tendemos a cuidar menos de si.

Se dê o tempo de remediar-se. E este exercício precisa ser diário, como uma decisão de vida! Engana-se quem trata como fútil e pura vaidade a construção de uma autoimagem saudável. E ela está ligada à forma como nos enxergamos e fazemos com que os outros nos veem também.

Para nós, homens, acolher esta necessidade talvez seja ainda mais difícil, já que o machismo insiste em nos tirar a potencialidade do autocuidado. A “coisa de mulherzinha” da infância só foi substituída pela piada de mesmo cunho no grupo de cuecas que você participa. Até naqueles cheios dos que se dizem combatentes das práticas machistas, racistas, homofóbicas... mas que ainda estão presos no ciclo vicioso.

Liberte-se! Cuide-se! Esse pedido está longe de transformá-lo em alguém egoísta e cheio de si, como tantos outros que existem por aí. Já descobrimos que cuidar do próximo é muito bom, mas é necessário saber que viver em via de mão dupla nos permite ir e vir! Afinal, neste tráfego da vida única e passageira, não se pode viver de metades. É preciso estar inteiro!

* Os textos só podem ser reproduzidos mediante autorização do autor e desde que citada a fonte.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O comentário é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não representa a opinião deste site. Após avaliação, ele será publicado. Seu email será preservado.

MAIS 0 COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para este artigo.

© 2016 Papai Educa. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido Prudente Empresas

Assine o blog

Inscreva-se e receba atualizações
do nosso conteudo no seu email.