De assaduras a afogamentos, como proteger as crianças no verão? - Papai Educa

compartilhando a

paternidade ativa

Leandro Nigre

LEANDRO NIGRE

Pai do Joões, em seu plural consagrado, João Guilherme e João Rafael, esposo da Dayane, jornalista, palestrante, articulista sobre paternidade, especialista em Mídias Digitais, editor-chefe de jornal impresso, em Presidente Prudente.

saiba mais »

De assaduras a afogamentos, como proteger as crianças no verão?

Especialista faz uma série de recomendações para que período seja aproveitado com segurança e saúde

10 de Janeiro de 2018
1 comentários

O período de férias é com certeza o mais esperado do ano para as crianças. Momento em que elas podem dedicar 100% do tempo à diversão, seja na praia, no campo ou até mesmo em casa. Para que tudo aconteça dentro do esperado, os pais precisam tomar alguns cuidados.

Foto: Divulgação

As recomendações dos especialistas são para evitar que o passeio que deveria trazer boas lembranças possa se transformar em um problema para a família. A médica pediatra Maria Inês Nantes, do Hospital São Luiz Jabaquara e Hospital da Criança, listou algumas informações que podem ser importantes para evitar acidentes durante as férias de verão:

 1 - Como evitar perder a criança na praia?

Atenção é a palavra chave. Em um dia quente de verão com praias cheias de gente é muito fácil perder uma criança de vista. Para as crianças entre os 2 e 9 anos, os pais podem optar por colocar uma pulseira de identificação, para que seja mais simples uma localização caso a criança se perca.

2 - Como prevenir afogamentos?

A atenção sempre é a melhor prevenção. Além disso, respeitar os avisos e sinalização como profundidade das piscinas e mar agitado, por exemplo. O uso de boia dá uma falsa segurança a quem está usando. Se a opção for feita em praias, a atenção deve ser redobrada, devido a possibilidade de correntes e ondas que as deslocam para longe.

3 - Como evitar acidentes com bicicletas, skates e patins? O que fazer na hora do machucado?

Ao andar de bicicleta, skate ou patins um dos maiores perigos que há em quedas é a lesão na cabeça. Para isso, recomenda-se o uso do capacete. No caso da bicicleta, além do capacete, as crianças devem sempre usar sapatos fechados e evitar cadarços folgados ou soltos.

Caso a criança caia e se esfole, lave o ferimento com água corrente e sabão para prevenir infecção local. O uso de gelo envolto por um lenço no local da pancada ajuda a diminuir o inchaço provocado. Caso a queda leve a uma suspeita de fratura, mobilize o mínimo possível o local comprometido e leve a criança a uma unidade de pronto-atendimento.

A brincadeira deve sempre acontecer em locais seguros, como parques, ciclovias e praças, distante ao fluxo de carros.

4 - Em dias muito quentes é melhor usar o ventilador ou o ar-condicionado?
O principal problema do ar-condicionado é o ressecamento do ar, que piora consideravelmente a situação de crianças alérgicas, com rinite ou asma. Já o uso de ventiladores pode acarretar movimentação de alérgenos em um ambiente. Se não houver higienização adequada do aparelho de ventilação este problema pode se intensificar.

5 - Que alimentos oferecer ao meu filho nos dias mais quentes?

Em dias mais quentes é necessário ofertar uma quantidade maior de líquidos que podem ser na forma de água, sucos naturais, frutas e/ou refeições mais leves.

6 - Que lanches posso levar para as crianças em um dia de praia/piscina?  Como armazenar para que não estraguem?

As refeições devem ser de utilização rápida e composta por alimentos de fácil digestão. Evite o consumo de produtos com grandes quantidades de gordura ou muita proteína, pois estes ingredientes tendem a ter uma digestão mais lenta.

 7 - Se eu for comprar algo para comer na praia, quais são as melhores opções?

A recomendação é que sejam comprados produtos industrializados, tais como sorvetes, biscoitos de água e sal ou polvilho. Certifique-se de conhecer a procedência dos produtos e seu modo de preparo.

 8 - O que oferecer para manter a hidratação da criança?

Líquidos de um modo geral promovem hidratação. Contudo, prefira água, água de coco ou sucos de frutas.

 9 - Como proteger a pele do meu filho do sol?

Utilize sempre protetor solar e evite a exposição prolongada e repetida ao sol. O uso de fotoprotetor está indicado a partir do sexto mês de vida, antes é recomendável a não exposição ao sol. Até os 2 anos de idade, dê preferência aos filtros físicos com FPS maior ou igual a 30. Leve em consideração a cor da pele; quanto mais clara maior o fator de proteção.

O FPS deve ser passado 20 minutos antes da exposição em todo o corpo, antes de vestir a roupa. Reaplique a cada duas horas ou após o mergulho. Evite a exposição entre 10h e 16h. Acima dos 2 anos, use o protetor solar indicado ao público infantil, sem esquecer os cuidados citados anteriormente. Sempre use chapéu ou boné, roupa leve e arejada.

10 - O que fazer se a pele do meu filho ficar ardida de sol?

Deve-se fazer compressa fria e evitar novas exposições.

11 -  As assaduras também são mais frequentes no verão?

Assaduras também são mais frequentes no verão devido ao calor. O aumento do calor e temperatura leva a maior transpiração, causando aumento da umidade, que favorece o crescimento de fungos, causador das assaduras.

12 - Quais medicamentos levar em viagens para evitar problemas?

Em um kit de medicamentos para viagens não pode faltar remédio para dor e febre; para vômitos e dor de barriga; soro fisiológico para limpeza nasal; soro de reidratação oral e em pó; micropore e gaze para curativos.

(Com AI do Hospital São Luiz)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O comentário é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não representa a opinião deste site. Após avaliação, ele será publicado. Seu email será preservado.

MAIS 1 COMENTÁRIOS

Luciana

11 de Janeiro de 2018

Excelentes recomendações a nós país , uma forma de ficarmos muito mais atentos aos pequenos

© 2016 Papai Educa. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido Prudente Empresas

Assine o blog

Inscreva-se e receba atualizações
do nosso conteudo no seu email.