Eu aprendi a ler - Papai Educa

compartilhando a

paternidade ativa

Leandro Nigre

LEANDRO NIGRE

Pai do Joões, em seu plural consagrado, João Guilherme e João Rafael, esposo da Dayane, jornalista, palestrante, articulista sobre paternidade, especialista em Mídias Digitais, editor-chefe de jornal impresso, em Presidente Prudente.

saiba mais »

Eu aprendi a ler

Além do colégio convencional, todo trabalho desenvolvido pela equipe do Kumon foi fundamental para este crescimento

18 de Outubro de 2019
0 comentários

Por mais que ele tenha se interessado por literatura desde os primeiros anos de vida, nada parece ter feito tão sentido com um livro na mão quanto saber ler. Sempre cheio de muitas ideias e criatividade, pedia que eu lesse a história e na sequência era ele quem assumia a contação.

Foto: Cedida/Kumon Jardim Paulista

Hoje, embora tenha suas limitações naturais da alfabetização, mas com a leitura já mais desenvolvida, tem se mostrado todo orgulhoso em ler frases, fachadas, embalagens, placas de trânsito e também os livros que sempre estreitou relações. Neste segundo semestre, devo dizer que ele desabrochou entre as letras... e o orgulho também é meu.

Além do colégio convencional, todo trabalho desenvolvido pela equipe do Kumon, Jardim Paulista, em Presidente Prudente, foi fundamental para este crescimento, que melhorou sua autoestima, memorização, concentração e entusiasmo em querer aprender mais. A metodologia de estudo é individual e personalizada, atendendo especificamente suas necessidades e dificuldades. O material didático ilustrativo do Kumon facilita, e muito, este processo de aprendizagem.

Todos nós construímos nossos pensamentos com base na linguagem. Isso significa que quanto mais desenvolvida ela for, mais complexo e amplo será seu raciocínio, o que impactará muitos aspectos de sua vida. O raciocínio se desenvolve continuamente por meio da leitura. Desta forma, as crianças ganham a oportunidade de aprender a linguagem, aumentar o vocabulário e expandir seus conhecimentos e imaginação. Aquele que cresce com o hábito de ler raciocina com facilidade sobre temas diversos, toma decisões, emite opiniões e soluciona conflitos.

Havia inseguranças demais a serem extirpadas a um pequeno que mudou de colégio em 2019, após quase cinco anos em outro, assumiu novo método de ensino e ainda ingressou no Kumon. Uma mudança de rotina e demandas que nos exigiu empatia e apoio. Aliás, não nos falta consciência que todas as nossas decisões têm um papel decisivo na criança que é e no adulto que ele será.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O comentário é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não representa a opinião deste site. Após avaliação, ele será publicado. Seu email será preservado.

MAIS 0 COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para este artigo.

© 2016 Papai Educa. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido Prudente Empresas

Assine o blog

Inscreva-se e receba atualizações
do nosso conteudo no seu email.